Como ter autonomia financeira 2

Como ter autonomia financeira

Saber como ter autonomia financeira é possível com organização e bom senso. Se você quer se sustentar apenas com o que ganha, é preciso saber equilibrar os gastos. O mesmo serve se você pretende saber como a sua família pode ter autonomia financeira. A questão, na realidade, é bem simples, mas colocar em pratica é difícil para muitas pessoas.

Veja dicas de como ter autonomia financeira

Em meio a tanta oferta de produtos, a todo o instante e em todos os lugares, seja na rua ou mesmo na Internet, para muitas pessoas, é quase que impossível resistir à tentação de comprar tudo o que se vê, mesmo o que é desnecessário. E essa é a primeira dica de como ter autonomia financeira: fazer compras conscientes.

Para ter autonomia financeira, você (ou a sua família) não deve gastar mais do que recebe. Mesmo que você ganhe mais dinheiro do que possa gastar, a dica das compras conscientes também vale. Quando se fala em finanças, é importante pensar a longo prazo e imaginar que será possível ganhar menos do que hoje em dia.

Isso deve ser levado a sério, em especial, pelas pessoas que trabalham em grandes empresas multinacionais que têm os seus ganhos de acordo com o mercado internacional e que, por isso, podem entrar em crise a qualquer momento. Além disso, quem tem filhos deve pensar no futuro com mais cautela.

Se hoje eles representam um gasto que você pode dar conta, eles poderão sair mais caros para você, com faculdade e outras necessidades. Além disso, não dá para deixar de lado as surpresas, inclusive, as ruins, que a vida pode impor. Problemas de saúde e acidentes podem exigir um gasto muito maior e, por isso e por todas as razões elencadas, é preciso guardar dinheiro.

Como ter autonomia financeira

Mesmo quem ganha menos do que gasta deve não apenas reduzir os seus gastos como também precisa separar uma quantia mensal para colocar na poupança. Além de economizar e gastar conscientemente, os aplicativos que ajudam a organizar as finanças são muito úteis. Um exemplo é o app Meu Dinheiro, uma ferramenta eficiente para controlar o orçamento doméstico. Também tem a função de criar planejamentos financeiros para viagens, festa de aniversário e outras ocasiões específicas, evitando gastar mais do que o necessário.

Já o aplicativo Minhas Economias permite separar os gastos por categorias e comparar os orçamentos de diferentes meses na tela. Com isso, você pode avaliar melhor com o que está gastando e onde é possível economizar para ter um plano a longo prazo e mais autonomia financeira.

O app Money Wise conta com o diferencial de mostrar as suas finanças mensais por meio de gráficos, o que é um jeito bastante simples de saber para onde está indo o seu dinheiro. Essa informação é fundamental para o seu planejamento financeiro e a consequente autonomia financeira.

Mesmo sem os aplicativos, entretanto, é possível organizar as suas finanças. Uma planilha de Excel é o suficiente, e se você preferir, ainda pode usar o caderninho. Nem todo mundo tem o hábito de anotar os seus gastos mensais, porém, isso é fundamental para saber como está a sua vida financeira.

O mais eficaz é que, ao final do dia, você marque, na planilha, tudo o que gastou ao longo do dia. Também é preciso marcar os gastos fixos, aqueles que são iguais todos os meses, como luz, água, condomínio, aluguel, garagem, telefone, TV por assinatura e outros serviços contratados.

Quando você deve gastar menos para ter autonomia financeira, essas anotações vão mostrar onde você deve reduzir gastos. Para ser mais eficiente, você pode cortar algum dos gastos excessivos que está tendo e que não se encaixam no que é de primeira necessidade.

E aí, pronto para começar a fazer economia em 2015?