Como ter um estilo de vida minimalista

A necessidade de acumular bens chegou a um momento caótico, mas nem todo mundo consegue enxergar isso e continua seguindo a ideia de que ter dinheiro e ter coisas (muitas), trazem felicidade. Frente a isso, surge um movimento, uma nova forma de encarar a vida ou um novo estilo de vida: o minimalista. Mas, como ter um estilo de vida minimalista em uma sociedade tão focada no consumo e no materialismo?

Se para alguns é inimaginável se contentar com o suficiente (bens materiais) para viver, para outros essa tendência não é novidade. Ter um guarda roupa reduzido, andar de bicicleta ou transporte coletivo, ter um celular normal (não um smartphone) ou mesmo não ter, são exemplos de atitudes de uma vida minimalista.

Há quem possa pensar que esse tipo de pessoa existe, mas só sustenta isso porque não tem recursos financeiros para comprar o que deseja. No entanto, o estilo de vida minimalista é justamente ao contrário, mesmo podendo comprar, prefere abrir mão do consumismo, pois sabe que muitos produtos que fazem parte do dia a dia das pessoas não são essenciais.

A vida moderna vendeu a ideia de que é preciso comprar muitas coisas para facilitar a vida, trazer conforto e praticidade, mas na verdade só está fazendo as pessoas estocarem cada vez mais bens desnecessários. O eletrodoméstico que tem mil e uma funções, mesmo que apenas duas sejam úteis, um carro para cada membro da família, o celular mais moderno, a roupa da moda, etc.

Dicas de como ter um estilo de vida minimalista

Como estilo de vida, o minimalismo é uma tendência e não existem regras bem definidas ou uma lista sobre o que fazer ou não fazer. No entanto, é possível citar alguns comportamentos de quem aderiu à vida minimalista, que pode ser em maior ou menos proporção.

Você não precisa necessariamente sair com a mochila nas costas para viver no meio da floresta, mas pode fazer parecido, tornando-se um nômade digital – outra tendência em termos de estilo de vida (inclusive a quem prefere trabalhar de qualquer lugar onde estiver). Ou continuar na sua casa e mesmo no seu trabalho, mas com a proposta de cada vez mais se desapegar dos bens materiais, ficar com aquilo que é realmente importante e adquirir realmente o que é necessário.

Porém, como ter um estilo de vida minimalista também pode ser levado ao ramo profissional, sendo uma dica trabalhar por conta, ter o seu próprio negócio ou ser freelancer. Mesmo que você ganhe menos, a ideia continua sendo a mesma, pois se o propósito é reduzir a quantidade de bens você não precisa receber um salário tão alto e pode diminuir a carga horária de trabalho.

Assim, sobre mais tempo para o que realmente importa: ser feliz, aproveitando a vida da forma que melhor lhe convir, seja viajando e conhecendo outros países, trabalhando voluntariamente pela sua causa, lendo os livros que sempre quis, preparando as suas próprias refeições, mas acima de tudo, sem cair na vida padronizada que muitas pessoas têm como certa e única.

Escolhas estratégicas para uma vida mais simples

Quem deseja ter uma vida minimalista também pode ter o seu próprio negócio, fazendo escolhas estratégicas para maximizar os lucros e reduzir a carga horária. Um jeito eficaz de fazer isso é focando nos seus objetivos e fechando o e-mail e as redes sociais, que muitas vezes apenas incentivam ao consumo desenfreado – e fazem perder tempo.

Escritores que já se tornaram especialistas nesse estilo de vida dão algumas dicas para quem deseja aderir ao minimalismo, como organizar o seu espaço, se desfazer do que você não usa ou não precisa,limpara caixa de e-mails, selecionar criteriosamente quem são os seus amigos, sair das redes sócias, mas tudo isso deve ser feito aos poucos.

Ninguém sugere que do dia para a noite você doe todas as suas roupas e seus eletrônicos, mas faça uma avaliação criteriosa do que realmente é importante para a sua vida.

Evite compras

Aderindo ao estilo de vida minimalista, você se abre para um mundo de aprendizados. Reutilizar também é um jeito de  viver com menos e você aprende a se virar em qualquer casualidade, livrando-se da dependência de terceiros. Provavelmente você tem muita roupa que não usa mais, objetos sem uma serventia aparente, entre outras coisa que você não sabe o que fazer com elas.

Diminuir o consumo de roupa não é, necessariamente, abrir mão de tudo e, sim, viver com que já tem. Você pode reaproveitar camisetas, calças e qualquer outro modelo de roupa “fora de moda” e customizar, criando uma nova peça. Além de consciente, seu estilo será mais autêntico e inspirará outras pessoas que não veem outra alternativa sem ser comprar.

Sapatos que machucam, roupas que ficaram apertadas, acessórios velhos, etc., coisas que você provavelmente não irá usar, para que guardar? Muitas pessoas poderão dar mais utilidade àquelas coisas que você ganhou mas nunca usou. Doe o que está sobrando e preencha sua vida com mais sentimentos e menos objetos.

Além de diminuir os entulhos em sua vida, poderá ajuda outras pessoas que optaram pelo estilo de vida minimalista. Trocar também é uma opção, para quem quer ter uma vida sem desperdícios. Algo que você não usa, pode ser incrivelmente útil para outra pessoa e vice versa.

Falando em desperdícios, quantos alimentos vão para lixeira da sua casa todos os dias? Mesmo sem perceber, descartamos muitas coisas por falta de atenção. Compramos mais do que vamos usar e mutas coisas perdem, principalmente de hortifrúti. Comece a comprar apenas o necessário e/ou veja outras formas de conseguir esses alimentos.

Não é algo simples, mas há algumas formas de manter uma “mini horta” em casa ou apartamento. Você pode começar com coisas básicas e depois, quem sabe, pode até plantar a maior parte do que consumir. Além de contribuir para a sua saúde, cultivar alimentos pode ser um hobbie.

Como ter um estilo de vida minimalista

Se livrar totalmente do consumismo, é algo quase impossível. Você sempre precisa comprar algo, nem que seja um remédio. Mudar todo o estilo de vida e viver completamente consciente, demora e requer muito empenho e desapego. Comece a aprender como viver com menos e tente diminuir cada vez mais. Busque novas alternativas para as suas necessidades; mudar hábitos até então normais, é difícil mas não é impossível.

Como lidar com o externo

Uma das coisas que atrapalham na mudança, é a sociedade. Você quer mudar, mas os outros à sua volta não. Lidar com as influências para um consumo sempre exagerado, exige muito mais que paciência. Aceite para ser aceito e com o tempo, os seus novos hábitos podem até inspirar quem está de fora.

Como tudo na vida, não dá para você simplesmente impor algo novo sem estar preparado para as críticas e pensamentos contrários. Sempre haverá um tentando defender sua forma de pensar e você deve aceitar isso como positivo; opiniões são para serem diferentes mesmo e só podemos respeitar.

Mantenha o seu foco e busque sempre se livrar do que não precisa. Os veículos de comunicação em massa são totalmente desnecessários hoje, pois, com a internet você escolhe o que quer ver e foge das publicidades. Aliás, a própria web será sua maior aliada para essa mudança. Além de aprender a abandonar o atual estilo de vida, encontrará dicas para se manter, como mini horta.

Você quer mais motivos para mudar seus hábitos atuais ou apenas algo para mostrar para os seus amigos porque mudou radicalmente? Assista e compartilhe a palestra de Graham Hill, no Ted:

Qual sua opinião sobre este estilo de vida? Aceita o desafio de criar mais espaço na sua vida e preenchê-lo com atividades prazerosas ao invés de perder tempo administrando um amontoado de “coisas”? 😉

  • Guihhx

    Existem famosos artistas com estilo minimalista? ou esse estilo de vida é só adotado por empresarios?

    • Este estilo de vida está disponível para todos! Independente da categoria 😉

  • Susany Oliveira

    Caramba amei o post, estou pesquisando mais sobre o assunto pois quero começar a aderir esse estilo de vida.

    • Olá Susany! Já tem ideia de por onde começar? 🙂

      • Susany Oliveira

        Ja comecei me livrando de muita coisa material desnecessária, sentimentos ruins e amizades falsas. Estou colocando pouco a pouco no meu dia dia

  • Ronaldo Golberto

    ja faz 2 meses que estou adotando isso para minha vida, e o que estou fazendo de inicio é consumir somente o necessário, e eu e minha esposa estamos muito contentes com o resultado de incio.

  • Isabel Costa

    desde fevereiro deste ano(2016) eu tive uma mudança em minha vida de forma muito “forçada” ao minimalismo, mas hj eu entendo e vou começar a adotar como estilo de vida…