Dicas para ter mais autonomia no trabalho

Dicas para ter mais autonomia no trabalho

A falta de autonomia no trabalho é um dos principais motivos que levam os profissionais a sentirem-se desmotivados a desempenhar as suas funções. É bastante comum e você já deve ter passado por momentos em que parece ser apenas uma marionete do seu chefe, pois não pode tomar nenhum tipo de decisão.

Pior é quando o seu chefe não entende bulhufas do seu trabalho e você precisa tornar as coisas muitas vezes sem sentido que ele fala em algo palpável. Na realidade, foi você quem fez, praticamente tomou a decisão sozinho, mas não é reconhecido por isso. As situações decorrentes da falta de autonomia são inúmeras e de uma forma ou de outra costuma deixar muitos funcionários insatisfeitos.

Quando a falta de autonomia acontece em um ambiente de trabalho com uma gestão competente, é possível conquistar com uma relativa facilidade a autonomia tão desejada. Mas claro, para isso acontecer é um caminho árduo, pois acima de tudo você deverá mostrar o quantoé competente e que pode dar conta do recado sozinho.

Em grandes corporações e mesmo em pequenas empresas é possível alcançar a tão desejada autonomia, mas nem sempre será o suficiente para a satisfação do profissional. Quando um funcionário atua em equipe, conforme a atividade que desempenha, até mesmo o seu superior pode não ter autonomia, pois todos os setores estão atrelados à decisão do gestor mor.

Ele, por sua vez, pode estar atrelado a questões econômicas vindas de fora da empresa. Ou seja, em tempos de globalização as decisões de uma empresa nem sempre são de exclusividade do seu diretor. Por isso, muitas vezes, o funcionário deve se contentar com uma autonomia limitada, o que pode ser o suficiente para a sua satisfação.

Aprenda a ter autonomia no trabalho

Dicas para ter mais autonomia no trabalho

Quando se fala em autonomia no trabalho se refere ao que envolve não apenas a função desempenhada, mas aos demais aspectos ligados ao ambiente da empresa. Em geral, quem atua formalmente tem um horário para chegar, para sair, para comer, além de não raro ter que se vestir com um determinado tipo de roupa, que é mais adequado para a empresa, mas que nem sempre é o que o profissional gosta de vestir.

Aqui nem estamos falando em uniforme, mas em trajes mais formais, os quais geralmente são o próprio funcionário que deve comprar com o dinheiro que sai do seu bolso. Existem empresas que são mais despreocupadas em relação a roupas e horários de trabalho, onde você pode remanejá-los com alguma autonomia.

Aliás, já existem empresas que oferecem esse tipo de relacionamento, assim, a dica é buscar por esses espaços, mas que são relativamente escassos ainda. A forma ideal para ter a autonomia desejada, nos últimos anos, tem sido para muitos profissionais, de diversas áreas, migrar para os escritórios em casa, o home office.

A oferta de empresas que aceitam esse tipo de vínculo empregatício está crescendo, mas tornar-se dono do seu próprio negócio, freelancer ou autônomo tem sido a preferência, resolvendo todas as questões de uma única vez. Mas para que essa autonomia seja realmente de sucesso, a dica é que o profissional tome essa decisão quando souber que está preparado para abraçar uma atividade sozinho, possui o conhecimento e a capacidade necessários.

Embora exista a possibilidade de tornar os horários de trabalho flexíveis, é preciso ainda seguir uma rotina e aumentar o nível de responsabilidade. Outra dica é ter tudo o que precisa para montar o seu home office, o que vai depender do seu ramo de atuação e, acima de tudo, estar preparado para buscar clientes por conta própria. Esse, definitivamente, é um grande passo rumo à autonomia total.

E você, o que faz para ter mais autonomia e controlar melhor sua vida profissional? Compartilhe suas ideias!