Morar fora do Brasil: Passo a passo para morar no exterior

“Tenho 17 anos e quero me mudar para outro país. Ainda não sei qual e também não sei quando. Pesquiso e estudo para decidir se faço faculdade aqui mesmo e depois me mudo ou se me mudo e começo uma faculdade lá fora. Quero ser professora e não vejo muito futuro para mim aqui. Mas ainda estou nos primeiros passos do planejamento. Quero ir e não me arrepender. Voltar par o Brasil só para férias com a família mesmo.” Maria Elisa, de Minas Gerais.

Mesmo em tempos melhores, grande parte dos jovens – e muitos adultos também – sonham com oportunidades maiores bem longe daqui. Além disso, todos têm um motivo em especial para querer se mudar. A maioria pretende fugir da corrupção, da falta de segurança, impostos absurdos, etc., tudo que está constantemente nos aborrecendo.

Você abriu este link por algum motivo especifico? Quer morar fora do Brasil também? Antes de qualquer coisa, liste todos os seus motivos para tal desejo. A partir daí, estude para concluir se a mudança é viável.

Vamos te ajudar com essa encruzilhada. Veja o passo a passo para morar no exterior e mãos à obra:

Para onde

Essa escolha é bem pessoal. Tudo depende do estilo de vida que você pretende ter e, claro, suas preferências de idioma, cultura, etc. Pegue a mesma linha que usou para citar os motivos e, agora, cite os países que você moraria. Depois, pesquise blogs e artigos sobre os costumes e cultura de cada um dos mencionados. Leia também sobre os problemas que os moradores de lá normalmente enfrentam, afinal, todo lugar têm os seus. Pesquise e encontre um destino que melhor se adequará à suas necessidades e desejos.

Burocracia

A parte mais complicada para quem quer morar fora, é a de definir o destino. Feito issoComo morar fora do Brasil Passo a passo, passe para a documentação, que é a burocrática. É bem provável que você também encontre essas informações nos blogs sugeridos acima. Mas, vamos dizer, bem no geral, o que você pode precisar:

Cada país exige algo diferente, então, entre no site do consulado do seu destino e lá terá a lista para você organizar. Alguns podem pedir comprovante de tudo e garantia de que poderá se sustentar. Veja isso o quanto antes e comece a correr atrás.

Se você tem condições de solicitar dupla cidadania, solicite. Algumas são caras e demoradas, dependendo muito do grau de procura .Mas vale a pena e pode ajudar, dependendo também da relação com o país que você pretende morar. Não deixe para ultima hora e não atrase seus planos.

Onde ficar

Você escolheu o país, mas não conhece ninguém por lá. Calma! Com a internet, tudo ficou bem mais fácil, lembra?!. Há inúmeros sites para você escolher hospedagens e/ou alugar apartamentos. Você pode escolher um para passar poucos dias e, nesses poucos dias, procurar algo melhor para passar mais tempo. Ou pode procurar nesses sites mesmo o apartamento para temporada de tempo indeterminado. A maioria dos sites são seguros e simples; uma boa dica é o Airbnb, mas também tem o Roomorama, Wimdu e o 9flats. O contato é feito diretamente com quem está alugando e você não perde nada tentando negociar; dependendo do tempo que você garantir ficar, o preço pode diminuir bastante. Economizar é sempre bom, mas não exagere. Não alugue por mais de 6 meses; estando lá, você poderá encontrar lugares mais em conta.

Despesas

Quanto será que custa morar fora do Brasil? Essa pode ser a parte mais assustadora, se você não estiver contando com economias. Faça uma tabela e some todos os possíveis gastos:

Pontuais: passagem, documentação, mala e tudo que é necessário para viajar.
Recorrentes: alimentação, hospedagem, transporte, etc. Para você ter uma noção desses valores,acesse o Expatistan ou o Numbeo.
Poupança emergencial: calcule os gastos e garanta pelo menos 3 meses, caso algo saia errado, você ainda tem uma opção. De qualquer forma, comece a economizar e a guardar mais dinheiro para essa mudança. É bom não  arriscar.

Como ganhar dinheiro lá

Com certeza essa foi a primeira coisa que você pensou, então, você já sabe como continuar trabalhando por lá. Mas se você não sabe, as alternativas são diversas também. Você pode investir em uma profissão que solucione esse dilema ou pode trabalhar em empregos alternativos, até encontrar um no seu ramo por lá. Tem sites para isso também:

Worldpackers – hostels em troca de hospedagem
WWOOF – fazendas orgânicas em troca de hospedagem
Work Away – Coloque o que você sabe fazer e encontre quem precisa do serviço em troca de hospedagem
House Cares e MindMyHouse – Você se oferece para cuidar da casa de alguém enquanto eles estão fora
HelpX – Lista lugares que aceitam voluntários em troca de hospedagem e alimentação

São ótimas opções, caso você ainda não tenha um plano de sobrevivência no exterior.

E a mudança em si?

O que levar:

Leve o que for necessário para você; roupas, eletrônicos, animais de estimação, etc., não fique na neura de levar tudo que você tem aqui. Melhor levar menos e construir uma vida nova. Desapegue de bens materiais e seja mais feliz. Vender algumas coisas para ajudar na poupança, pode ser uma boa ideia!

Cuidados extras para morar fora

Seguro de viagem

É muito importante saber se o país que você escolheu para morar, exige o seguro de viagem. Os valores são bem específicos. Pesquise e, dentro das exigências do seu destino, escolha o que compensa mais.

Medicamentos

É bom fazer um estoque, caso faça uso de algum regularmente, afinal, você não sabe se será fácil achar do mesmo por lá. Leve todos que achar importante para dispensar idas ao médico também. Não se esqueça de levar a receita  do seu médico, para evitar possíveis problemas. Aproveite e faça um checkup com seu médico e dentista.

Documentos pessoais

Tenha uma cópia sempre. Deixe uma com seus familiares, apenas por precaução. Não se esqueça dos diplomas e qualquer outra documentação que seja necessário para começar a estudar ou trabalhar.

Receita federal

Se sua mudança for definitiva, não esqueça de comunicar à Receita Federal.

E aí? Você acha que seria viável morar fora do Brasil?
Para onde pretende ir? Compartilhe com a gente e tire suas dúvidas sobre lugares específicos. Também aceitamos sugestões de pauta  😉